SnowAdventures - Ski e Snowboard

Reserva de Hotéis Estados Unids, Eurospa, América do Sul

  Home  |  Estações  |  Artigos  |  Vídeos  |  Fórum  |  Blog  |  Links  |  Contato  

 

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Esquentando os motores

A coisa continua branca lá em Breck e arredores. Hoje faz uma semana que neva sem parar. As últimas informações são:

Breck: 12cm 24h / 90cm 7 dias
Keystone: 10cm 24h / 70cm 7 dias
Vail: 30cm 24h / 130cm 7 dias
Beaver Creek: 10cm 24h / 100cm 7 dias

Faltam 23 dias. Enquanto isso vamos nos empolgando com o vídeo mandado pelo Vitor Barbosa, feito no início do ano em Park City, Utah.



segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Mais neve em Breck

A neve voltou a cair em Breck, já são quase meio 50 cm acumulados em 4 dias sem parar. As condições estão semelhantes aos dias que tive no começo do ano, com ótimas perspectivas pra nossa trip. Daqui a exatamente 4 semanas estaremos com os pés na neve a essa hora e trazendo as notícias aqui pro blog.

Fiquem de olho a partir de 22 de Fevereiro pois nessa viagem do Carnaval o grupo será bem maior, e por isso teremos mais fotos, vídeos e histórias pra contar.



quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Vídeos e Fotos

A viagem foi realmente fantástica, pegamos powder quase todos os dias.
Seguem alguns vídeos e fotos, para os vídeos do Youtube a dica é clicar em "watch in high quality" ou "assistir em alta definição":

VIDEOS:

- A-Basin Montezuma Bowl (13 Jan)

- Breckenridge 6-Chair (12 Jan)

- Keystone Noturno (9 Jan)

- Breckenridge (9 Jan)

- Vail Back Bowls (8 Jan)

- Breckenridge Powder Day (7 Jan)

FOTOS:

- Breckenridge, Keystone e A-basin

- Vail e Beaver Creek


Aproveitem!



terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Último dia: Arapahoe Basin

Acordamos cedo e pegamos o carro pensando em ir pra Vail, mas logo saindo de Breck vimos que a estrada estava com muita neve. Pra não correr o risco de ficarmos presos num engarrafamento no nosso último dia da viagem, mudamos os planos e partimos para Arapahoe Basin. A-Basin é uma estação pequena se comparada com as outras da região, tem lifts antigos, mas dobrou de tamanho com a abertura no ano passado de uma nova área na parte de trás da montanha chamada Montezuma Bowl. Como recebe bastante neve, esse era o nosso objetivo do dia.

Chegamos lá e devia ter só uns 10 carros no estacionamento, bom sinal. Pedimos umas informações pro pessoal que trabalha e descobrimos que o Montezuma Bowl estava fechado por causa do vento, balde de água fria. Perguntamos então onde seriam os pontos com melhores condições e conseguimos fazer boas descidas esperando o tempo melhorar. Na parte da frente da montanha os melhores lugares pra quem desce pistas pretas estão em volta do lift Pallavicini.

Lá pelas 10 horas já estávamos pensando em ir pra Keystone ou Vail, quando finalmente abriram o Montezuma Bowl. Daí pra frente foram diversas descidas que valeram cada minuto da espera. Começamos praticamente inaugurando as trilhas entre as árvores embaixo do lift Zuma, que ficam na parte de baixo do bowl. Tinha muita neve acumulada dos últimos dias, principalmente na Log Roll, Placer Junction e Eureka.






Um tempo depois abriram a parte de cima do bowl, e aí é que a brincadeira ficou realmente boa. Saindo para a esquerda do lift as pessoas fazem um pequeno hiking (uma caminhada montanha acima) para em seguida descer pelas parades intocadas do bowl. Depois de passar por todo o powder entra-se pelas àrvores à direita pra passar pela Eureka e chegar na base do lift Zuma. E pra cima de novo. Com a estação vazia do jeito que estava até o final do dia ainda existiam partes onde ninguém tinha passado.



A sensação no final do dia foi de que a escolha não podia ter sido melhor. A-Basin no começo da semana depois de uns bons dias de neve e boa visibilidade é alegria na certa.

Mais algumas fotos:
Arapahoe Basin Jan 2009



segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

9o. Dia: 6-Chair

Hoje acordei cedo porque precisava resolver algumas coisas na internet antes de ir pra montanha. A previsão era de pouca neve durante o dia, mas assim que abri a janela percebi que seria bem melhor do que isso. Os carros e as ruas já estavam todos cobertos de neve e ainda por cima o estacionamento do hotel estava vazio, pois quase todas as pessoas foram embora no domingo.

Encontramos com o Leozinho e seus amigos no hotel deles enquanto tomavam café da manhã e ficamos de talvez encontrar mais tarde, mas com a neve que estava caindo acabamos nos perdendo. Fizemos umas boas descidas no Peak 9 partimos para a 6-Chair no Peak 8, que como já falei antes é considerado um dos melhores pontos de powder em Breckenridge. Vale registrar que nos outros dias tentamos andar por lá mas era um dos lugares mais cheios da montanha, e o que a gente quer aqui são lugares vazios. Hoje estava praticamente deserto e com muito powder, muito mesmo. Acho que dessa viagem esse foi o dia que pegamos as melhores condições, com mais neve fofa e profunda.





Depois de fazer a cabeça pelas trilhas da 6-Chair começou a ventar e fazer bastante frio, então fomos para o ponto preferido do Peak 7 que é o One Bucket. One Bucket é o fora de pista mais à direita do Peak 7, no limite da área de Breck. Podem ir lá que não vão se arrepender.

A essa altura o dia já estava acabando e só nos restava ir para o bar do Beaver Run beber uma cerveja gelada da comemorar a missão cumprida.



sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

6o. dia: Breck e Keystone (double shift)

Depois de passar mais um dia em Breck, onde descobrimos novos points no Peak 10, fomos curtir o snowboard noturno em Keystone pela primeira vez nessa viagem. Não estava tão frio quanto a gente pensava e a área que fica aberta é bem grande, inclusive o snowpark A51. Vejam o vídeo:



Durante o dia em Breck estava assim:



quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

5o. Dia: Vail

Saímos cedo do hotel para o primeiro dia em Vail. O dia estava bonito, quente e com muito sol. Parece que todo mundo teve a mesma idéia, pois a estação estava bem cheia. Partimos direto para os Back Bowls, onde a neve acumula mais.

Os lifts estavam com fila mas as filas andam rápido, menos de 5 minutos. Fizemos umas descidas muito legais e depois partimos para Blue Sky Basin, outro clássico de Vail. Mas pra dizer a verdade acho que os Back Bowls estavam melhores, então voltamos pra lá.

Fizemos uns vídeos, dêem uma olhada:



Para amanhã a previsão é de neve forte, então vamos ficar em Breck. Até lá!



quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

4o. Dia: Powder Day!

Por: Leo Marques

Depois de uma terça-feira em que eu "pedi arrego" por causa do tempo (muuuito frio, vento, nariz queimado de gelo...) antes dos lifts pararem, as previsões falavam em neve durante os próximos dias. Como já tínhamos passado dois dias em Breck, a idéia era acordar cedo e partir pra Vail ou Keystone.
Antes das sete eu estava de pé, na pilha para os first tracks. Ao abrir a porta do quarto, vi que dava pra fazer first tracks por ali mesmo. Vejam o estado da varanda:



O legal é que num dia de nevasca, todo mundo fica se falando buscando informações sobre a quantidade de neve acumulada nas estações (são várias num raio de 20 a 50 minutos), condições das estradas e dos lifts. Uma informação que logo se confirmou, foi de que a I70 estava fechada no sentido Vail. Falava-se em 1 inch de neve em Keystone, e 11 inches em Breck(!!). Com a neve caindo cada vez mais forte por aqui, a Trail Blazer ficou congelando no estacionamento do hotel.

Hoje foi um dia em que nenhum segundo ficou sem neve caindo. Neve com vento; neve em flocos; neve vindo de lado; e todas essas aí acumulando direto na montanha. Por todo o peak 9 tinha powder entre as árvores, debaixo dos lifts, e apesar da galera descendo com o sorriso congelado, até as pistas tinham sempre uma camada de neve fresca.

Demos uma chegada no peak 8, mas depois de uma descida já cortamos de volta pro 9, que estava absurdo, demais! Descobrimos uma pista que tinha umas rampas bem bacanas, formadas pelo próprio trânsito dos skis, e depois pelos jumps dos snowboarders. Elas tinham um formato que te arremessavam pra cima, e a sorte era que no pouso tinha neve fofa pra sair rolando. Ficamos por ali subindo a pé alguns metros pra repetir o jump. Esse aí é o João fazendo pose:



Foram dezenas e mais dezenas de descidas, uma melhor que a outra. Pra mim foi dos mais fenomenais dias de snow que já tive. Adrenalina direto. Tanta que até fazia as pernas funcionarem no final da tarde, com a montanha vazia (quase nenhum maluco aguentava mais tanto powder) e os lifts fechando.

Encerramos com uma bela cerveja no bar do Beaver Run, na base do Peak 9. Ah, e ainda botamos os boards no pé pra voltar pro hotel, que fica mais abaixo na pista.

A câmera sofreu com tanta neve, e a condensação prejudicou o registro do show do nosso team. De qualquer jeito, aí vão alguns momentos filmados hoje:



Amanhã a previsão é de sol, e o plano é partirmos pra Vail.

Só pra constar, Beaver Creek é espetacular. Gigante, pistas variadas, lifts de primeira, park bem montado. Vale a visita.

Abs!!
Leo.



terça-feira, 6 de janeiro de 2009

3o. Dia: Bem frio...

Amanheceu nevando e resolvemos ficar em Breckenridge. A previsão era de bastante vento, que acaba aumentando a sensação de frio. Pela manhã o sol ameaçou aparecer entre as nuvens, e ficamos no Peak 9 e Peak 8 pois a 6-Chair ainda estava fechada. Com a neve leve que estava caindo desde a noite de ontem, tinha uma fina camada por toda a montanha que não dá pra chamar de powder, mas passa a sensação de neve nova. As melhores pistas eram Pioneer e Golden King, no Peak 9, onde pouca gente passa.

Perto do meio-dia fomos para o Peak 7, onde as condições estavam muito boas, mas o tempo piorou bastante. Neve caindo direto, vento forte e bem frio mesmo. Começamos a andar mais nas partes baixas da montanha pra evitar a segunda metade da subida dos lifts mais altos. Demos umas voltas nos snowparks também, ou seja, sempre tem uma solução.

Anotem aí: a previsão do tempo aqui realmente funciona. Quando acordarem liguem a TV e vejam como vai ser o dia. Se disser que vai fazer frio podem acreditar, coloquem um casaco a mais.

No final do dia para repor as energias formos almoçar/jantar no Rasta Pasta, um restaurante bem informal que serve pratos com sabores do Caribe (principamente de massa). Eu comi um espaguete com frutos do mar que estava muito bom. Os pratos são muito bem servidos e custam entre 9 a 14 dólares. Recomendo!




Coloquei no ar as primeiras fotos da viagem, segue o link:

http://picasaweb.google.com/snowadventures/BreckenridgeJan2009

Enquanto estou escrevendo a neve não pára de cair, vamos ver como vai estar amanhã.



segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

2o. Dia: Beaver Creek

Hoje fomos a Beaver Creek, uma montanha que nem eu nem o Leo conhecíamos. BC fica a quase 50 milhas de Breckenridge, cerca de 45 minutos de carro pela estrada I-70. Quando chegamos ficamos assustados com o preço dos estacionamento, 33 dólares. Mas a atendente logo nos explicou que tinha um estacionamento gratuito, e pra esse nós fomos. Nunca foi tão fácil.



"Elk and Bear parking lots just west of the main welcome gate. Guests can park and ride the free shuttles to either Beaver Creek Landing (2 minute shuttle; advanced beginners and above only; ski storage and lift tickets also available) or up to Beaver Creek Village (6 minute shuttle - ski rentals, ski school, lift tickets, ski storage and beginner mountain access)."

Eu já sabia que BC é considerada uma estação sofisticada, e pude constatar isso. Desde o funcionamento dos lifts, a preparação das pistas, o atendimento do pessoal que trabalha, até os frequentadores, tudo é de primeira. Em poucas palavras, não tem mulambo por lá. Quero dizer, fora a gente que ficou economizando no estacionamento.



Bem, tudo isso seria de menos importância se a montanha não fosse boa. Mas é ótima. Mesmo levando em conta que uma boa parte das pistas é composta de bumps, que é o terror dos snowboarders, ainda sobra muito terreno pra todos os gostos. O desnível entre a base e o topo (vertical drop) é grande, então tem muitas pistas com bastante inclinação. Diversos lugares pra andar entre as árvores, onde pegamos um powderzinho bacana.



Andamos o dia inteiro sem parar pra comer e ficamos até o último lift fechar, acho que isso dá uma idéia da nossa satisfação. O Leo achou a montanha fantástica, vamos ver se ele escreve as suas impressões aqui também. Fechamos o dia bebendo umas cervejas, pois ninguém é de ferro.



Amanhã tem mais!



domingo, 4 de janeiro de 2009

1o. Dia em Breckenridge

Com a neve que estava caindo ontem à noite, hoje acordamos cedo pra o primeiro dia de snowboard do ano. Pra nossa surpresa estava fazendo o mo céu estava azul e o dia todo foi de sol. Tomamos o café da manhã correndo e partimos pra pegar os passes na estação.

Começamos o dia pelo Peak 9, já que o nosso hotel fica a 200m do lift Quicksilver. A neve estava muito boa e o grooming das pistas perfeito. Sem filas nos lifts, foi uma descida após a outra, praticamente sem interrupção. Depois de andar umas 2 horas pelo Peak 9 resolvemos conferir o topo da montanha, então partimos na direção da Imperial Chair. No caminho passamos pela 6-Chair e fizemos umas descidas em um dos lugares que tem mais powder de Breckenridge.

A essa altura era mais 1 da tarde mas parecia que a gente tinha andado um dia inteiro. Descemos pelo Peak 8 e fizemos uma parada rápida pra beber uma água e comer alguma coisa, e terminamos o dia em grande estilo nas long cruisers do Peal 7. Deixamos o Peak 10 para outros dia, já que esse é apenas o primeiro dia da viagem.

À noite fomos comer no Downstair at Eric's pra matar a saudade das outras trips. É um bar/restaurante tipicamente americano que tem excelentes pizzas, hamburgers, pratos em geral e muitas marcas de cerveja.



Hoje não temos fotos de neve pois a fissura de snowboard falou mais alto...

É isso aí gente, amanhã vamos para Beaver Creek. Até lá!



sábado, 3 de janeiro de 2009

Chegamos ao Colorado!

Depois de sair do Rio ontem à noite e passar o vôo todo espremido ao lado de uma pessoa que deveria comprar duas passagens pois não cabe em apenas uma cadeira, finalmente chegamos ao Colorado! Vale registrar as sensações conflitantes de felicidade e preocupação quando, quase chegando ao aeroporto de Vail/Eagle, o piloto avisou que o teríamos dificuldade de pouso por causa da neve que estava caindo. Resultado: 1 hora e meia sobrevoando o aeroporto, mas quando pousamos a felicidade era geral.

Por causa desse atraso não conseguimos fazer o esqui noturno em Keystone hoje, mas o Leo aproveitou para comprar o tão desejado equipamento novo. Saiu da loja com uma prancha Ride DH (minha indicação), bindings Burton Mission e botas também da Burton.

Agora é esperar o dia amanhecer para inaugurar a Temporada 2009 em Breckenridge.



Veja também

  • Ushuaia 2008
  • Chapelco 2008 (1)
  • Chapelco 2008 (2)
  • Caviahue 2008
  • Snowmass/Breck 2008
  • Val Thorens 2008
  • Aspen/Snowmass 2007
  • Breckenridge 2007
  • Las Leñas 2007
  • Caviahue 2007
  • Chapelco 2007
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Março 2007
  • Junho 2007
  • Julho 2007
  • Agosto 2007
  • Setembro 2007
  • Dezembro 2007
  • Março 2008
  • Abril 2008
  • Junho 2008
  • Julho 2008
  • Agosto 2008
  • Setembro 2008
  • Outubro 2008
  • Novembro 2008
  • Dezembro 2008
  • Janeiro 2009
  • Fevereiro 2009
  • Março 2009
  • Abril 2009
  • Maio 2009
  • Junho 2009
  • Julho 2009
  • Agosto 2009
  • Setembro 2009
  • Outubro 2009
  • Janeiro 2010
  • Fevereiro 2010
  • Março 2010
  • Abril 2010
  • Julho 2010
  • Agosto 2010
  • Setembro 2010
  • Outubro 2010
  • Novembro 2010
  • Dezembro 2010
  • Janeiro 2011
  • Fevereiro 2011
  • Março 2011
  • Abril 2011
  • Maio 2011
  • Julho 2011
  • Agosto 2011
  • Setembro 2011
  • Novembro 2011
  • Dezembro 2011
  • Janeiro 2012
  • Fevereiro 2012
  • Julho 2013
  • Agosto 2013
  • AddThis Social Bookmark Button

    Na rede

  • Blog do Esqui
  • Eu Amo Neve!
  • Misplaced Boarder
  • Breck 2009
  • Perros Lokos
  • Copyright 2006-2008 - SnowAdventures